Home Care Center na Imprensa

Confira entrevista com a fonoaudióloga Flávia Reis Caixeta, do Home Care Center, publicada nesta segunda-feira, 4 de fevereiro, na Coluna Spot, do Magazine, no Jornal O Popular/GO:

Idosos em risco

A população tem assistido estarrecida a inúmeros casos de violência contra idosos. Mesmo com o Estatuto do Idoso, de 2003, segundo a Organização Mundial de Saúde, entre 4 e 6% dos idosos no mundo já foram vítimas de alguma forma de abuso, além do abandono. Há uma expectativa que preocupa a OMS: em 2050 haverá cerca de 400 milhões de idosos com mais de 80 anos. Só no Brasil serão 13,5 milhões. O acelerado envelhecimento da população soma-se à deficiência de ações que ofereçam boas condições de vida na terceira idade. A fonoaudióloga Flávia Reis Caixeta, 33 anos, especialista em medicina tradicional chinesa e com atuação em atendimento domiciliar , alerta para os riscos que os idosos correm quando não recebem o acompanhamento adequado em casa e para as formas de prevenção dos maus tratos.

Quais os riscos à saúde e à integridade física mais frequentes a que estão sujeitos os idosos dentro de casa?
Os riscos mais comuns e que preocupam os familiares ao deixar um idoso sozinho em casa são as quedas, devido à diminuição do equilíbrio e da força muscular, além de esquecimentos dos horários corretos dos medicamentos, diminuição da audição pela presbiacusia que dificulta uma comunicação por telefone e uma audição atenta a sons estranhos na residência.

Que cuidados a família deve ter para que o idoso esteja em segurança?
Uma residência adaptada à diminuição de riscos faz-se necessária, principalmente se as orientações forem feitas por um terapeuta ocupacional, que é um profissional especializado no assunto. Não podemos esquecer também que a presença de uma companhia ao idoso faz-se necessária, seja por familiares ou não. Geralmente devido à rotina de trabalho, muitos familiares optam pela contratação de um cuidador, e o ideal é que seja através de uma empresa especializada no assunto, com profissionais selecionados, treinados e monitorados 24 horas por uma equipe técnica qualificada.

São comuns os casos de violência contra os idosos praticados por familiares ou por cuidadores. Quais os atos mais praticados contra eles?
O índice de violência contra idosos e demais pacientes semidependentes ou dependentes vem crescendo devido ao aumento do número desta população. Isso, somado à necessidade dos familiares de continuarem ativos em seus trabalhos para o sustento familiar, gera contratações precipitadas em alguns casos. Pessoas despreparadas que se intitulam cuidadores não entendem que o papel delas é de justamente cuidar. Como consequência, temos as torturas psicológicas, agressões verbais e físicas.

O idoso revela à família a forma como é tratado?
Geralmente os idosos com algum comprometimento que afeta a comunicação não conseguem contar aos familiares os maus tratos que sofrem, mas às vezes, mesmo que demorado, conseguem demonstrar por pequenos gestos e olhares algo diferente que está acontecendo. O mais triste é quando um idoso não consegue revelar esse crime, pois os agressores são os seus próprios parentes que o mantêm em uma espécie de cárcere privado. Nunca vou esquecer o dia em que, durante um trabalho de comunicação alternativa com uma paciente totalmente dependente, ela, com muita dificuldade, conseguiu em pouco mais de duas horas me dizer que era maltratada pela cuidadora no momento do banho. Ela conseguiu com muito sofrimento apontar as letras e formar a seguinte frase: “Ajuda / ela bate na cara / afoga no chuveiro”. Comuniquei para os familiares, que comprovaram o fato.

Como a família deve ficar atenta e o que deve observar na convivência do idoso com o seu cuidador?
Ao perceber gestos e olhares diferentes, a família deve ficar atenta e investigar através de gravações. O ideal seria já ter em seu domicílio um sistema de câmeras para maior segurança.

Image

 

 

 

Tags:

Categorias: Sem categoria

Assinar

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: