Fumar pode levar à catarata relacionada à idade

Imagem

 

Em comparação com quem não fuma, os fumantes apresentam um risco duas vezes maior de catarata e de duas a três vezes maior de desenvolver a degeneração macular relacionada à idade

O tabagismo é um fator de risco conhecido para uma ampla gama de doenças. Agora, pesquisadores chineses encontraram fortes evidências de que fumar também pode aumentar o risco de catarata relacionada à idade, principal causa de cegueira reversível e perda de visão no mundo. Os resultados da pesquisa estão reunidos numa metanálise, publicada no Investigative Ophthalmology & Visual Science.

A equipe de pesquisadores chineses analisou dados de pacientes da África, da Ásia, da Austrália, da Europa e da América do Norte para comparar a prevalência de catarata relacionada à idade em indivíduos que fumavam e entre aqueles que nunca fumaram. Em seguida, fizeram a análise de subgrupos, buscando identificar fumantes atuais e ex-fumantes, bem como pacientes com os três subtipos de catarata relacionada à idade: nuclear, subcapsular e cortical.

Os resultados mostraram que todos os indivíduos que fumaram apresentavam um risco maior de catarata relacionada à idade. Um maior risco de incidência da doença estava associada aos fumantes atuais. Na análise dos subgrupos, os ex-fumantes e os fumantes atuais apareceram associados a dois dos subtipos da doença: a catarata nuclear (quando a opacificação é no núcleo central do olho, o cristalino) e a catarata subscapular (quando a catarata começa na parte de trás do cristalino e se espalha para a periferia ou bordas). O estudo não encontrou nenhuma associação entre o tabagismo e a catarata cortical, em que a nebulosidade afeta o córtex da lente.

Enquanto a análise global sugere que o consumo de cigarros pode aumentar o risco de cataratas relacionadas à idade, os pesquisadores apontam que mais esforços devem ser feitos para esclarecer os mecanismos subjacentes deste processo, pois o estudo atual mostra que a associação entre o tabagismo e o risco da catarata relacionada à idade diferem nos subtipos, sugerindo que os processos patofisiológicos podem ser diferentes nos diferentes tipos de catarata.

“Embora a catarata possa ser removida cirurgicamente para restaurar a visão, muitas pessoas permanecem cegas no mundo devido à falta de serviços cirúrgicos adequados ou devido às despesas que envolvem a cirurgia. Por isto, identificar os fatores de risco modificáveis para a doença pode ajudar a estabelecer medidas preventivas eficazes contra a catarata, bem como reduzir os custos com o tratamento em todo o mundo”, diz o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Categorias: Sem categoria

Assinar

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: